Tradução

Para nos firmarmos como empresa de nível mundial, precisamos tornar nossos conteúdos cada vez mais acessíveis a todas as pessoas, seja por meio de textos escritos também em inglês ou de traduções corretas.


Diretrizes

Como já foi dito neste Guia, priorizamos nos comunicar, interna e externamente, em português. Também evitamos jargões (palavras técnicas que somente pessoas pertencentes a um grupo profissional entendem) em inglês, muito utilizados na área de Tecnologia e afins como “input”, “default”, “job”, na nossa comunicação externa. Em alguns casos, no entanto, é necessário utilizar termos estrangeiros. Nessas situações:

  • Palavras consagradas, como “design” e "site", não precisam ser traduzidas.
  • Palavras assimiladas à nossa língua por não existirem equivalentes em português, como “link” e “shopping”, não precisam ser traduzidas.
  • Nomes próprios, como de funcionalidades, tecnologias ou metodologias também não precisam ser traduzidos. Basta colocá-los em itálico. 

Consideramos as diferenças culturais

Ao escrevermos um texto que poderá ser traduzido, temos cuidado ao fazer referências a coisas, pessoas  e locais. Essas referências podem não ser reconhecidas por leitores em todas as partes do globo. Ou podem ser interpretadas equivocadamente. 

Priorizamos a clareza

Mantemos nossos textos breves, mas não sacrificamos a clareza para ter brevidade. Também podemos repetir ou adicionar palavras para tornar claro o significado de frases para um profissional tradutor ou para um sistema de tradução.

Adjetivos

Usamos adjetivos literais, não modificações de um adjetivo.

  • "No topo da página, há um banner azul";
  • "No topo da página, há um banner azulado".

Gírias e regionalismos

Evitamos expressões utilizadas em apenas uma parte do Brasil (regionalismos). Além de palavras abreviadas e gírias. Mesmo que sejam comuns, elas podem não ser compreendidas no processo de tradução.

  • "Aplicativo";
  • "App".

Substituímos palavras com múltiplos significados

A expressão "uma vez", por exemplo, pode significar "uma vez" (literal), "depois" (uma vez feito), "no passado" (era uma vez) ou "quando"(uma vez que). Então, é necessário procurar uma palavra sinônima para usar no lugar dela.

  • "Após a palestra iremos lanchar no lounge";
  • "Uma vez (quando) que a palestra tenha acabado iremos lanchar no lounge".

Moeda

Muitos países chamam suas moedas de "dólar", mas o valor da moeda é diferente. O dólar dos Estados Unidos não é o mesmo dólar do Canadá, por exemplo. Por isso, é importante especificar a qual moeda estamos nos referindo.

  • “A palestra sobre UX na Améria do Norte custou $ 24 dólares americanos”;
  • “A palestra sobre UX na América do Norte custou $ 24”.

Para finalizar, também evitamos frases coloquiais relacionadas a dinheiro, como “notas de cinco e de dez”. Elas não são bem traduzidas.